Gostas ? Fica por cá!!

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Pai não é quem põe no mundo, mas sim quem cria!


O pseudo pai do meu filho, é um rapazito inábil, sem carácter ou qualquer tipo de consciência moral que nunca se importou com a qualidade de vida do filho.

Inapto, inconsciente, miserável e ainda vingativo (que em modo de vingança e de mal amado, tenta atingir-me através do meu filho) e que em nada mede as atitudes que toma, esquecendo-se das repercussões que estas terão a longo prazo. Sim, porque hoje o meu filho tem 6 anos e não entende certas atitudes, mas daqui a uns anos, perceberá que tipo de pessoa é esta.

Em 6 anos de existência o meu filho nunca conheceu ajuda do pai (a não ser bonecos perigosos e horrendos que são comprados nas lojas dos chineses).

É engraçado ir na rua e dizerem: “ Olha parece o pai!” E eu, rio-me da ignorância das pessoas, porque sei, porque sou mãe e tenho a consciência da educação que dou e que quero para o meu filho. Não será nem melhor nem pior que os outros. Será ele próprio com todos os defeitos e qualidades que caracterizam as pessoas.

Hoje, ele não percebe que o pai pouco ou nada se importa se ele tem comida na mesa, roupa para vestir, livros para levar para a escola, ou xaropes para tomar quando está doente, e porquê? Porque das poucas vezes se lembra de estar com o filho (mora nem a 1km de mim, e vê o filho aos sábados que agora cada vez são mais raros, 3 horas. E atenção que nunca impus qualquer tipo de horário, aiii que sou mesmo má, não é?) ele está bem vestido, bem alimentado, bem-criado, mas GRAÇAS A MIM! Se dependesse dele o meu filho estaria mais subnutrido que as crianças da Etiópia!

E entretanto também deixei de acreditar na Justiça Portuguesa, uma verdadeira palhaçada, quando está em questão uma criança.

Os tribunais fomentam que se continue a fugir às responsabilidades, vivemos num País onde há mais direitos que deveres. Não tem, não paga, nem tão pouco precisa de se esforçar para ter. E o mais triste no final de tudo isto, é que o rapazito é pobre em dinheiro, mas também em sentimentos.

Felizmente, encontrei na minha vida alguém disposto a fazer o papel de “pai” que ele não pretende exercer. Porque Pai não é quem põe no mundo, mas sim quem cria!

No fim de tudo isto, o que me deixa mais feliz e orgulhosa é que sei que o meu filho é feliz e que nunca precisou do pai para ser a pessoa que já o é hoje, com apenas 6 anos.

30 comentários:

  1. É uma grande verdade...pai é quem ama!!

    ResponderEliminar
  2. olha minha querida o meu pai nunca me ligou peva, nunca deu qualquer dinheiro nem nunca quis saber de mim, quem me criou foi o meu padrasto que me deu muito amor e é mesmo isso que acredito que pai não é que faz é quem cria, por isso ama o teu menino como deves amar que no futuro ele vai-te dar muito reconhecimento:-) beijinho grande

    ResponderEliminar
  3. Vânia - Também acredito nisso querida :) Obrigada! Beijinhos *

    ResponderEliminar
  4. tens toda a razao, pai e que ama e protege ;)
    bj

    ResponderEliminar
  5. Tens TODA a razão do mundo... Infelizmente vivo uma situação inversa na minha família. A mãe detém o poder paternal do menino mas o pai paga TUDO e ela limitasse a viver às custas do pai e mesmo assim denegri-o ao máximo...!
    Espero que o meu bebé que vem aí tenha sempre a mãe e o pai juntos cheios de amor como até agora!!!

    P.S. Tu és uma QUERIDA e eu espero ser uma SUPER MÃE como TU! ;) ***

    ResponderEliminar
  6. Anita - Sempre assim foi e sempre será!!

    Sonhadora - Pois, eu seria incapaz.. invés disso durante 2 anos sustentei-o e xulou-me até ao tutano.. mas enfim! Vais ter toda a sorte do mundo minha querida, mereces!
    Oh, obrigada!! Faço tudo pelo meu filho, tal como tu farás * (Pode ser que entretanto o meu piqueno, tenha um irmaozito :P )

    ResponderEliminar
  7. é verdade, fazer um filho é muito fácil, difícil é depois cuidar e educar,estes sim é que são os pais do coração:)

    ResponderEliminar
  8. O meu pai é o meu avô, apesar de eu ter pai e gostar muito dele. UM BEIJINHO :)

    ResponderEliminar
  9. Tulipa - Ah pois, fazer um filho qq um faz, cuidar dele é que já não! *

    Shiine - Ainda bem. A mim choca-me não só pelo facto de ser o meu filho que tá em questão, mas tb pq sempre tive/tenho um pai maravilhoso que sempre se desdobrou em mil para cuidar de mim! *

    ResponderEliminar
  10. Cátia - Acredita, completamente!

    Barbie - Obrigada querida *

    ResponderEliminar
  11. felizmente tem-te a ti pensa assim =) e ao teu companheiro!

    ResponderEliminar
  12. Kish - O meu filho é muito sortudo, mesmo ñ tendo um "pai" asério, tem dois de coração (o meu N. e o meu pai) *

    ResponderEliminar
  13. Tiveste muita coragem em escrever tudo isto aqui.
    Concordo a 100% contigo, pai e mãe é quem cria, quem dá amor e não apenas quem os põe no mundo. Porque apesar de ainda não ser mãe, imagino que essa seja a parte mais fácil.
    Ainda bem que tens ao teu lado alguém que respeita o teu filho e o trata bem, e acho que tendo apenas 6 anos e não perceber muito bem o que se passa à sua volta, tudo isso está gravado nele. Mais tarde ele vai-se lembrar de que o amou verdadeiramente.
    Muitos beijinhos minha querida e que venha esse irmãozinho logo logo! :)

    ResponderEliminar
  14. Trintona - Foi em jeito de desabafo, mas é a realidade. Coragem ? Tenho-a desde do dia em que o meu filho nasceu, sempre fiz de pai e de mãe! Sim, tenho muita sorte nisso! Vamos ver, ehehehe :) Obrigada *

    ResponderEliminar
  15. Ele é esse miudo incrivel graças a ti.. Tu sim estás de parabéns. Tens uma força que chega por dois.. E só por isso já mereces muito! Beijinhos.

    ResponderEliminar
  16. Ainda bem que o teu filho tem uma figura qur pode de chamar de pai e o que tu dizes é bem verdade pai é quem cria e dá amor não quem dá o espermatozoide.
    Posso-te dizer tenho muito orgulho em ti pela mulher que és.
    Tens ao teu lado dois homens que te amam muito o teu filho e o teu companheiro esqueçe que o outro existe sei que é difícil,mas que ele se lixe vocês são uma familía ele é um emplastro.

    ResponderEliminar
  17. não conhecia o teu blog :) tropecei aqui nem sei como mas fiquei por este post. Escreveste o que ainda não tive coragem ou oportunidade de dizer. Obrigada por me fazeres sorrir :) e força.
    *

    ResponderEliminar
  18. Adorei o post. E não poderia estar mais de acordo com o que escreveste. Bem hajas, pela tua coragem e determinação.
    um beijinho*
    http://arainhadasestrelasdecabelodourado.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  19. Gypsy - Obrigada querida, realmente ñ tem sido fácil, mas com amor tudo se arranja! *

    Marianinha - Obrigada, do fundo do coração! Não sou a melhor, mas esforço-me todos os dias para ser uma boa mãe! Sim, isso é verdade.. tenho ao meu lado os dois homens da minha vida *

    Elsar - Às vezes é preciso deitar tudo cá para fora, ainda assim é só um resumo das tormentas! Obrigada eu querida *

    Rainha - Obrigada :) Beijinhos *

    ResponderEliminar
  20. pai não é quem põe no mundo, mas sim que cria. Um optima frase! De certeza que o teu filho recebe amor suficiente vindo de ti e que não precisa do pai, que esse amor é recompensado tanto por ti, como pela pessoa que encontras-te e que está disposta a ajudar-te na educação de uma criança. É triste quando pais não querem saber dos filhos, mas felizmente o teu filho, tem te a ti :)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Sem dúvida... Sou adoptada e tenho um irmão que também o é. Concordo a 100%! :D

    ResponderEliminar
  22. Concordo plenamente! Nunca se pode considerar 'pai' aquele que usa os filhos como uma forma de atingir alguém... mas os filhos porventura são bonecos/objectos?? Sinceramente não percebo.

    ResponderEliminar
  23. Patrícia - Pois, sendo assim, sabes do que falo! *

    Jo - Pois, acho que para ele ñ passa meramente de um boneco giro (que ainda por cima, cada vez tem mais parecenças físicas com ele) Enfim *

    ResponderEliminar
  24. É bom saber que também há pessoas boas no mundo , que ajudam a criar um filho mesmo que não seja seu . Porque essa é que a parte difícil +.+ Não desanimes , com o tempo as coisas tendem a resolver-se

    ResponderEliminar
  25. Catiii - Obrigada querida :) sim, com o teu tudo se recompõe *

    ResponderEliminar
  26. Vim aqui "cair de paraquedas" e faço das tuas palavras, as minhas. É uma tristeza, sei que passaste por momentos muito dificeis, e que ninguém deveria passar por isso (estou na mm situacao q tu, tenho uma princesa com 5 anos). Força e Parabens por tudo o que tens feito! Não te conheço, mas sem duvida que és uma guerreira :)

    ResponderEliminar